É hora de deixar o berço e ir para a cama. E agora?

Para muitos pais, a dúvida sobre levar o filho do berço para a cama normalmente vem depois que o pequeno escalou o berço e apareceu na sua cama no meio da noite. O berço não é mais um lugar para dormir, mas sim um trepa-trepa. Quando é o momento certo de fazer a transição?

O ideal é manter as crianças no berço até que tenham de dois anos e meio a três anos. Mesmo que algumas crianças tentem escapar do berço mais novas, isso não significa que elas já estão prontas para dormir na cama.

Crianças aventureiras de um ano e meio a dois anos podem tentar escalar o berço e, nesse caso, você pode fazer algumas coisas para convencê-los a parar e ficar no berço por mais tempo:

• Abaixe o colchão para a menor altura possível;
• Retire brinquedos grandes que estão sendo usados como degraus;
• Se mesmo assim ele escapar, calmamente coloque-o de volta no berço com o mínimo de interação possível, reafirmando que ele não deve escalar. É bom sentar-se ao lado do berço até que a criança durma;
• Coloque travesseiros no chão por precaução;
• Espere do lado de fora da porta para intervir assim que a criança começar a escalar, mantendo-se firme e dizendo que ela não deve escalar.

Quando seu filho começar a se aproximar dos três anos de idade, você vai começar a observar alguns sinais indicando que ele já está pronto para sair do berço de vez. Talvez ele fale sobre uma vontade de dormir em uma cama à noite, assim como seu irmão ou seu primo. Não há necessidade de apressar esse processo: algumas crianças preferem esperar mais – até os quatro anos – e não há problema nenhum nisso, contanto que a criança não exceda o limite de peso do berço.

Escolha um bom momento

Evite fazer essa transição no meio de um evento importante como uma mudança de casa, começo da escola, tirada da chupeta, treinamento do sono ou a chegada de um novo bebê.

Prepare o quarto

Transforme o quarto em um ambiente seguro. As cômodas devem estar presas à parede, as tomadas devem estar seguras, cremes para assaduras e lenços devem estar fora de alcance, lâmpadas não podem correr o risco de cair e correntes de cortinas e persianas devem estar completamente fora de alcance.

Hora da transição

A primeira opção é fazer a transição dando pequenos passos: faça com que a criança cochile na cama nova e durma no berço por alguns dias. A outra opção é fazer a mudança de uma vez e remover o berço completamente.
Durante essa transição, colocar um portãozinho na porta do quarto pode ser uma boa ideia. Você também pode colocar a cama no canto do quarto com uma grade, para dar uma sensação ainda maior de conforto e segurança.

Deixe a criança se divertir com esse evento da vida! Compre itens novos e divertidos para a cama, como lençóis, cobertores ou um travesseiro especial.

É importante criar regras claras. Explique para a criança que você vai coloca-la na cama todas as noites, e que, uma vez que ela estiver na cama, você quer que ela permaneça lá até o horário de acordar. Seja consistente desde o começo e, se e quando ela acordar, leve-a de volta para a cama sem fazer alarde.

Considere criar uma tabela de comportamento para avaliar aquilo que você quer que aconteça com mais frequência. Revejam juntos todas as manhãs o desempenho do seu filho durante a noite, reafirmando o autocontrole dele ou o incentivando. Você também pode planejar uma recompensa tangível e realista, como ligar para a vovó todas as manhãs para contar sobre seu progresso ou um presente depois de alguns dias dormindo na cama.

Evite criar “muletas” de sono, como deitar ao lado da criança até que ela durma. Se seu filho sempre precisou que você o colocasse na cama e/ou dormisse com ele, talvez seja o momento de fazer um treinamento de sono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *